Clara #3meses

Minha intenção do Blog, além de dividir com vocês algumas experiências que eu acho bacana e senti falta quando dei aquela Googlada, era fazer um “diário” com a  evolução da Clara pra eu sempre lembrar (e quem sabe um dia ela ler).

Pois bem, passaram 3 meses e eu não consegui. A vida seguiu tão corrida nesse tempo entre choros e mamadas que eu nem a vi passar.

Mas cá estou.

Clara completou 3 meses no último dia 29 e as coisas estão ficando um pouco menos árduas por aqui. Ainda é difícil ficar sozinha com ela por muito tempo porque ela ainda não se distrai com algo por mais de alguns minutos, mas estamos evoluindo… #PraFrenteEAvante

Dizem que depois do salto de desenvolvimento dos 3 meses “vira a chave” e tudo melhora. O sono começa a se regular, porque até então eles não produzem o tal hormônio que distingue dia e noite; as mamadas ficam mais efetivas; a criança não acha mais que ela e mãe são a mesma pessoa (sim, isso existe. Leia mais sobre exterogestação aqui);  e ela ainda consegue prestar atenção em algo por mais tempo, como um brinquedo.

E sim, ando percebendo que sim, tudo isso anda acontecendo, mesmo que lentamente (lembrar sempre do mantra: um dia de cada vez!).

Faz uns 20 dias que ela está aficcionada na mãozinha dela. Passa horas olhando e cada dia faz uma coisa diferente com elas, como colocar na boca, chupar os dedinhos, passar no rosto…

clara-mãos-brogi-blog

É muito legal ver a evolução deles assim de pertinho e ficar orgulhosa com cada nova conquista.

Ao mesmo tempo já tenho saudade dela pequenina. Sim, eu sei que ela ainda é, mas já estou sentindo saudade do que passou e também do que ainda não vivi.

Por isso, quero aproveitar ao máximo cada momento, pois tenho certeza que sentirei muitaaaa saudade da Clara desse tamanico. Dela me querendo a todo momento, como eu consigo dar a paz que ela deseja, como ela adormece nos meus braços e acha o lugar mais seguro e gostoso do mundo…

Um beijo :*

Vamos falar sobre puerpério

Antes da Clara nascer eu nem sabia que existia essa palavra: puerpério. E daí entre fraldas, mamadas, choros, e sono, muito sono, ela apareceu.

Pra quem não sabe, puerpério é o período que a mulher tem para se recompor da gestação, tanto em termos hormonais quanto corporais, e ele se divide em três fases:

  • Imediato: ocorre a partir do momento da saída da placenta até duas horas depois do parto.
  • Mediato: acontece de duas horas até cerca de 10 dias depois do parto.
  • Tardio: ocorre a partir dos 10 dias até o final da oitava semana ou os ciclos menstruais voltarem.

Muita gente diz que ele acaba em até 42 dias, mas pelos depoimentos que leio em grupos de puérperas, experiência de amigas e pelo que estou passando, tenho certeza que ele se estende na maioria dos casos.

puerperio-brogi-blog

A mistura de sentimentos é tão bizarra que você está no momento mais feliz da sua vida, com seu tão esperado e saudável (na maioria dos casos) bebê nos braços e sente uma tristeza enorme. Só quem passa por isso sabe que não é exagero!

A angústia chega com tudo mesmo, acabando com seu humor, sua estabilidade, e fazendo você derrubar lágrimas sem saber realmente o porquê.

Sério, se alguém te pergunta você não sabe explicar. Só sabe quem sente ou sentiu.

Aqui, eu percebo que a melancolia piora quando estou em privação do sono nível hard, com palpites alheios em relação à bebê, me sinto “abandonada”, e quando me frustro com a amamentação (isso é assunto pra outro post).

O que me tranquiliza muito é saber que isso – também – passa.  E que não a única, afinal, cerca de 80% das recém-mães experimentam algum sentimento negativo ou alteração de humor após o parto. Ah, e claro, olhar pra minha pequena e sentir um amor que nunca senti antes. Pleno, sem cobranças, sem vaidade, sem querer nada em troca…

Além disso, conversar com o parceiro e com a família, e explicar sobre o puerpério e como ele “funciona” ajuda muitoooo e te exime de alguns “exageros” que você venha cometer, seja de choro, de grosseria, de falta de paciência, de medo…

baby-blues-brogi-blog

Participar de grupos de mães, conversar com amigas que estão passando ou já passaram por isso, trocar relatos e experiências também é muito válido, afinal, nada melhor do que num momento “louco” como esse saber que isso não acontece só com você e é mais comum do que imaginamos.

Maneirar com as cobranças em si próprio também ajuda, seja em relação ao corpo, ao peso, a criação dos pequenos, a nova rotina, a volta ao trabalho, e por aí vai.

E boa sorte pra gente!

:*

PS: Tá precisando falar sobre? Escreve pra mim: brogiatto@gmail.com

 

 

 

Medo da mudança, quem nunca?

Esses dias estava falando pro Rodrigo que eu não lembro mais quem eu era… Não falo só de mudanças corporais, que são muitas, mas de pensamentos também.

36 semanas-brogi-blog

Eu e Clara com 36 semanas – reta final

Desde que aquele teste deu positivo, tudo mudou. Não sei explicar, mas eu acho que eu nunca vou voltar a ser quem eu era antes. As prioridades são outras, a atenção é outra, o coração também.

Por um lado isso é triste, porque eu gostava de quem eu tinha me tornado, mas por outro, eu tenho certeza que uma mudança maior ainda está por vir. E pra melhor.

Mas mudanças dão medo. Sempre dão.

 

Maternidade

Só depois que fiquei grávida me dei conta que muitas meninas idealizam e planejam ser mães há muito tempo. Eu não.

Mesmo com 32 anos nunca havia pensado “racionalmente” em engravidar. Sempre achava que dava pra esperar mais, até porque não me sentia pronta, nem financeiramente e nem psicologicamente. Mas aconteceu.

Aconteceu e virou a coisa mais importante da minha vida. Virou o centro das atenções dos meus pensamentos e me virou de ponta cabeça.

Comecei a ter consciência de quão precioso é conseguir gerar uma vida. Você se sente poderosa, especial e plena, mesmo olhando no espelho e vendo quilos a mais, alguns vasinhos que apareceram nas pernas e sutiãs explodindo de apertados.

Seus pensamentos se tornam maternidade e a curiosidade de saber o que tá acontecendo dentro de você e com o bebê só cresce. A cada dia. E aí você se torna a #loucadamaternidade, participante ativa de fóruns de gestantes e leitora voraz de livros como “Crianças Francesas não Fazem Manha”.

Captura de Tela 2015-02-09 às 14.35.18

É tão incrível que sempre achei mais vantajoso nessa vida ser homem, até sentir a Clara chutar (isso aconteceu aqui dia 08/01 com 21 semanas). Aí mudei de ideia: vale muito a pena ser mulher.

Amanhã faço 26 semanas (traduzindo: caminhando para o 7º mês de gestação) e pretendo escrever muito mais por aqui. Dividir um pouco dessa fase que é muito louca e mesmo cheia de dúvidas e inseguranças é foda demais.

Um beijo :*

 

 

 

Cresce cabelo, cresce cabelo!

Desde que eu meu cabelo passou por alguns processos químicos (relatei tudo AQUI!), a textura não é mais a mesma.

Notei que isso aconteceu principalmente depois da descoloração, que foi o último procedimento químico. Fora a dificuldade para desembaraçar, as pontas estavam super espigadas.

Tão vendo o espigado?

Tão vendo o espigado?

Como pra mim cabelo bonito é cabelo saudável, passei a tesoura 3 vezes só nesse ano. Antes eu cortava no máximo 2 vezes por ano. Sintam o drama.

Antes da saga cabelística

Antes da saga cabelística

Depois desse último corte fiquei vendo fotos antigas e lamentando pelas madeixas do passado. Foi quando: “Como acelerar o crescimentos dos cabelos” Google Pesquisar.

De todas as dicas que apareceram, o PillFood foi o que mais me chamou a atenção.

Ele nada mais é que um complexo vitamínico que estimula o crescimento e o fortalecimento dos fios de cabelo, pele e unhas.

Mas e a fórmula? Como não queria pegar uma fórmula aleatória pra mandar manipular perguntei no Facebook e pra minha surpresa apareceram mais pessoas querendo o tal segredo do que pessoas que já tinham experimentado.

Uma amiga que usou e gostou bastante me passou e tcharam, aqui está:

Metionina D-L  ……………..200mg

Cisteína ……………………… 80mg

Cistina ……………………….. 25mg

Hidrolizado de proteína … 25mg

Extrato de milho  …………. 20mg

Pantotenato de cálcio ….. 25mg

Vitamina B2 ………………… 1mg

Vitamina B6 ………………… 10mg

Biotina ………………………..  0,2mg

Vitamina E …………………… 3mg

Ah, importante: eu pesquisei bastante e estou tomando (duas vezes ao dia) apenas pra acelerar o CRESCIMENTO dos fios.

Não tenho queda e nem calvície e acredito que se esse for o seu caso, é legal procurar um dermatologista antes e analisar se não há alguma falta de vitamina ou problemas hormonais, ok?

Em alguns blogs eu li que o PillFood engorda. Consultei uma amiga médica e ela disse que isso não procede. O que pode acontecer é a Vitamina B aumentar o apetite em algumas pessoas e em consequência disso, PORQUE ESTÁ COMENDO MAIS, o aumento do peso.

120 cápsulas eu paguei R$ 70 aqui em São Paulo.

Estou colocando também Monovin A no shampoo. Daqui um mês conto o que achei. Se você embarcar nessa quero saber, tá?

Beijos, Futura Rapunzel 🙂

Sopa de Cebola aos 2 Queijos

Na 1ª vez que saí da casa dos meus pais eu fugia da cozinha. Agora, dessa vez, eu estou gostando cada vez mais de cozinhar. Fazer do meu jeito, as coisas que gosto, é uma delícia (claro, menos a parte de arrumar tudo depois).

Ontem, depois de um dia estressante, e muito trânsito na volta pra casa, fiquei com vontade de tomar sopa de cebola (~desejos~).

Pesquisei rapidinho na internet e achei várias receitas. E isso é um saco porque diante de tantas opções diferentes sempre fico em dúvida da qual seguir!

Já me ferrei, mas dessa vez deu certo, então tô compartilhando! Sério, ficou divina!

Claro que eu dei uma mudadinha e coloquei umas coisinhas a mais, então vamos lá! Copia que é sucesso!

Sopão de cebola da Brogi aos dois queijos

Ingredientes:

– 2 cebolas picadas bem fininhas

– 2 colheres de sopa rasas de manteiga (usei manteiga ghee que eu mesma fiz mas pode ser manteiga comum)

– 4 colheres de sopa de farinha de trigo

– 1,5l de caldo de galinha (usei um caldo que eu tinha congelado, mas pode ser caldo Knnor, lembrando que esse “aditivo” tem glutamato monossódico que é péssimo pra saúde)

– 2 copos de leite

– 250 g de queijo prato picado em cubinhos

– 1 xícara de queijo parmesão ralado grosso

– 1 Creme de Leite em caixinha (use um de qualidade, please)

– Sal, salsinha, alho e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo

Doure o alho e a cebola na manteiga até toda a cebola ficar transparente. Junte o caldo e a farinha dissolvida no leite. Coloque o creme de leite e a salsinha e deixe ferver. Ponha os queijos e tampe. Quando levantar fervura, baixe o fogo e coloque o sal e a pimenta do reino. Pronto!

Super fácil, demora no máximo 40 minutos, serve 4 pessoas e é uma delícia pra essa época do ano!

Sopão de Cebola da Brogi hmmm

Sopão de Cebola da Brogi hmmm

Espero que gostem! Quem fizer me conta aqui nos comentários como ficou!

Ah, quer aprender a fazer manteiga ghee (manteiga clarificada, sem lactose)? Aprenda aqui!

:*

A verdade sobre cremes milagrosos para os cabelos

Essa é a história do meu cabelo que estava saudável e belo só com californianas. Até que me deu um siricutico e eu quis tingir de ruivo. Fui lá e taquei Majirel 7.4 por um ano. Isso foi em 2012.

eu super ruiva

eu super ruiva

Ficou bom porque sou branquinha, mas não me achei.  O chato é que toda vez que ia voltar à morenice alguém que estava no salão elogiava a cor e a influenciável aqui desistia.

Até que decidi que não queria mais mesmo. Mas, como eu já sabia, nada é mais difícil do que tirar o vermelho do cabelo!

Pra preservá-lo, tonalizei ao invés de tingir. Ele ficou castanho, mas com aquele fundo vermelho que eu odiava. Queria meu cabelo de volta! Snif!

Até que em março fuçando no Instagram vi o trabalho da Gizelle Nazi (@studiogisellenazii) e resolvi marcar com ela. Fui com a cara e a coragem e deu super certo.

eu

dia de princesa

Depois de um sábado inteiro no salão, voltei com as californianas (não façam isso em casa, meu cabelo aguenta fora dos padrões), mas meu sobrenome virou embaraçada.

Sério, antes eu lavava, penteava e saía. Agora eu tenho que secar porque enquanto ele está úmido vira um ninho.

Saí que nem louca procurando produtinho “milagrosos” em blogs de beleza e vi que o 3 Minute Miracle, da Aussie, era uma unanimidade. VOCÊ TEM QUE COMPRAR! VOCÊ VAI AMAR!

Todas as meninas eram só elogios, e pra minha surpresa não tive o resultado esperado (oi expectativa).

Fiz até uma brincadeira no Instagram postando uma foto e perguntando quem ganhava a batalha: 3 Minute Miracle (Aussie) ou Ampola 3 minutos milagrosos (Pantene)?

Capturar

batalha da beleza

Todas as meninas que comentaram votaram no produto da Aussie, mas surpresa: meu cabelo fica muito melhor com a Ampola 3 minutos milagrosos da Pantene.

Pois é, se tratando de madeixas, não adianta eu vir aqui e afirmar que tal produto que eu uso é fantástico e VOCÊ TEM QUE COMPRAR, porque cada uma tem um tipo de cabelo e cada cabelo reage de uma forma. Cada cabelo tem sua química (ou não), cada um tem sua espessura e até a água de onde você mora pode ter mais cloro, ou menos, que a água da minha cidade!

Sacaram? Então desculpa decepcioná-las, mas antes de fazer um investimento maior, segura a ansiedade e testa o Miracle da irmã, da prima, da amiga… (#PorUmMundoMenosConsumista #ToTentando #Juro)

Ah, o produto da Aussei custa no Brasil, em média, R$ 60 (236ml) e o da Pantene R$ 15 (3 ampolas de 15 ml cada).

 

Sapato branco: ame-o ou odeie-o

Desde o fatídico “anos 80” os sapatos brancos foram eliminados da sociedade. O uso tinha ficado exclusivamente para profissionais da saúde, noivas e olhe lá. E as botas então? Só consigo lembrar da Xuxa e das Paquitas.

Mas a moda tem o poder de fazer isso com a gente. Um dia você dorme achando brega, “uó” e no outro já acorda com desejo de compra hahaha.

Bem, os sapatos brancos começaram a aparecer novamente nos desfiles de moda em 2012, com Alexander Wang, Phillip Lim e Isabel Marant ,e logo começaram a pipocar nos pés das fashionistas.

Se você gosta, mas ainda está insegura tente começar a usá-los em produções mais casuais e com peças neutras e claras! Embora o branco seja uma cor básica, ele chama bastante atenção quando usado nos pés.

Agora se você já aderiu, se jogue! Ouse e misture com looks coloridos ou para quebrar o black total.

Longe de ser uma unanimidade, você tem todo o direito de continuar odiando, mas um aviso: daqui pra frente, prepare-se pra ver muito mais branquinhos pipocando aí pelas ruas.

E como contra provas não há argumentos separei alguns looks sensacionais com sapatos brancos, dos mais variados modelos.

daa3bfa0e4882a15d7f39bda6903512d (1)

Sapato branco num look mais casual

Posts-a-montar5-1024x819

Usado com estampas coloridas e geométricas

a4cd7d1d34092e981a033ed8a3aaac7c

Num look básico: camisa e jeans

af4d3552534d3222db67ed189f4a6d3d

Com peças coloridas pra quem sabe ousar

ced2ed9b1575626a304172b75ae8d1a6

Quebrando o black total

Sandália branca com look de cores clássicas

Cute, num look de cores clássicas

Mocassim branco

Mocassim branco e lindo

Pra quem gosta de modelos diferentões

Pra quem gosta de modelos diferentões

Bota Miezko Cut Out dessa coleção que eu achei maravilhosa!

Bota Cut Out Miezko da coleção inverno 2014: maravilhosa!

Sapato off-white que comprei na Renner ano passado <3

Sapato off-white que comprei na Renner ano passado e nunca usei (ainda!) 😛

Não confunda Hipoglicemia com Síndrome do Pânico

Ano passado passei mal algumas vezes. Eram crises de vômitos (do nada!), tonturas e longos minutos de suor frio. Uma onda de ansiedade que tomava conta de mim. Sensação horrível, de pânico. Vontade de fugir de onde eu estivesse e ir pra casa dormir infinitamente.

Depois que eu dormia, incrivelmente a sensação passava. Só isso resolvia.

Antes mesmo de ir ao médico comecei a me diagnosticar com o Dr. Google (quem nunca?). Em alguns minutos já sabia tudo: estava com Síndrome do Pânico.

Temerosa, fui em um médico que confio muito, daqueles de família. E sério, ainda bem! Só de contar o que andava passando, ele me diagnosticou: você tem crises de Hipoglicemia. Esse pânico que te dá é falta de glicose no sangue. Muitos, erroneamente, tratam Síndrome do Pânico com antidepressivos quando estão “apenas” com Hipoglicemia. O tratamento?  Comer direitinho, de 3 em 3 horas. Pouco doce, farinha branca e muita coisa integral.

tá tudo bem agora

tá tudo bem agora

Claro que depois, para ter certeza, ele pediu um teste glicêmico (que é horrível) e claro, deu mesmo que sou hipoglicêmica.

Desde então nunca mais passei novamente por nenhum crise. Por que dormir resolvia? Porque dormir “autorregula” o organismo. Algo assim.

Louco isso, né? Agora imagino quantas pessoas não tem uma crise de hipoglicemia e ao contar os sintomas para um médico, este as diagnosticam com Pânico e começa um tratamento com antidepressivo ou outras drogas fortes, quando se deveria apenas ter uma alimentação melhor e mais regrada?

Inclusive o diagnóstico errado e sem tratamento pode desencadear uma diabetes.

Tenso! Por isso, quando se trata de saúde, não dá pra brincar! Vale à pena a gente ir fundo. Investigar mesmo. E se algum médico de deixar em dúvida, der alguma resposta que você não entenda ou não te convença, pergunte, questione… Ou, voilà. procure outro!

Boa sorte 🙂

P.J. Clarke’s e seu cheesecake

Não posso reclamar da minha vida social. Ela é (e sempre foi) bem agitadinha. Eu adoro sair, conhecer novos lugares, visitar os antigos, observar as mudanças.

Morro de dó de ficar em casa vendo TV quando se tem um mundo muito legal lá fora, ainda mais quando se vive em São Paulo.

Toda segunda-feira as meninas que trabalham comigo querem ouvir o que fiz no fim de semana, as indicações de lugares, as descobertas… E daí veio a ideia de colocar essas dicas no Sobretudo Blog, que não tem um segmento definido e nem vai ter!

Ontem fui ao P.J.Clakers, uma hamburgueria nova-iorquina de 1884, que abriu há 6 anos, em São Paulo, sua primeira unidade fora dos EUA.

Eu já havia ido ao local no ano da inauguração mas confesso que a única coisa que lembrava era do cheesecake de frutas-vermelhas.

O restaurante tem uma toda decoração fofa, parece mesmo que você está na Nova York do século XIX.

toalha de pique-nique <3

O atendimento foi ótimo, rápido e de qualidade. Pedimos uma porção de batata de entrada (boa) com maionese da casa (nada demais).

Eu comi o Maverick e meu namorado pediu, o carro chefe: The Cadillac. Achei minha escolha, que foi com double cheese, meio seca, embora a carne estivesse ao ponto, rosada e suculenta. O sanduba do Rodrigo era mais gostoso e molhadinho.

o calhambeque bi-bi

Pra finalizar, nossa escolha foi o famoso cheesecake, que esse sim, você come rezando de tão bom. Super cremoso, não é enjoativo, e a calda, uma delícia!

Ah, o mojito também estava sensacional!

P.J.Clakers:

– Rua Mário Ferraz, 568, Itaim Bibi. Tel: (11) 3078-2965  (fui nessa!)

– Rua Oscar Freire, 497 – Jardim Paulista. Tel: (11) 2579 2765

Ah, e pra quem é do Rio a casa abriu, em fevereiro, uma filial no Leblon!

Sorte do dia: Menos 30% no preço final da conta porque reservamos pelo Grubster! WIN!

1 2 3